Faça seu cartão de crédito Sorriden!

Ter uma boa saúde é um dos pilares para a qualidade de vida. Não é à toa que existem cada vez mais alternativas para chegar aos melhores resultados. Contudo, o básico ainda é essencial, ou seja, manter os exames em dia e seguir as recomendações médicas devem ser obrigações rotineiras.

Com a saúde bucal não é muito diferente, pois contratar uma assistência odontológica é o principal investimento para evitar problemas futuros. Contratar esse tipo de serviço traz muitas vantagens para o usuário, como manter periodicidade nas consultas  já que o custo é relativamente baixo , além de formar um vínculo com o dentista e a saúde bucal intacta, podendo diagnosticar previamente os problemas comuns, como cáries, gengivites, entre outros.

Apesar das grandes vantagens em se adquirir uma assistência odontológica, é importante ser cauteloso ao escolher qual empresa contratar. Por isso, vamos apresentar o que você deve considerar antes de adquirir esse serviço. Confira!

Como funciona um plano odontológico?

Antes de apresentarmos as dicas de como escolher uma assistência odontológica, precisamos deixar claro como ela funciona. Primeiramente, você deve saber que existe no mercado a possibilidade de contratar tanto planos individuais quanto os empresariais.

No primeiro, o interessado vai até uma operadora e contrata o plano do seu interesse. Já o segundo, é oferecido pela empresa aos seus funcionários. Esse tipo de plano funciona como um benefício e, geralmente, a cobertura de serviços é um pouco limitada — pois se baseia no contrato feito pelo empregador e a operadora. Nesse caso, é bom se atentar que o funcionário não está impedido de mudar o seu plano para individual e escolher uma outra cobertura

Também é importante entender que os planos são um pouco diferentes dos seguros. Apesar de existir contratos que cobrem todo tratamento, alguns podem cobri-lo parcialmente, chegando a atender de 50% até 90% do procedimento.

Além disso, mais um fator importante a saber sobre o funcionamento do plano é o alcance dos serviços, isto é, a rede credenciada. Por exemplo, planos odontológicos precisam ter uma cobertura e ela representa os locais disponíveis para atendimento e uma maneira de tornar acessíveis os consultórios, independente onde os clientes habitam.

Os usuários também recebem uma carteirinha para ter direito e acesso aos procedimentos. Nesse documento, geralmente, estão o número de registro, assim como o nome do beneficiário. Ao ser atendido, o contratante só precisa se preocupar com a mensalidade do plano. Caso peça um serviço que não faça parte da cobertura, ele é cobrado separadamente.

O que avaliar ao contratar uma assistência odontológica?

1. Cobertura

Se você está no processo de busca da assistência ideal, provavelmente está comparando propostas. Nesse caso, será preciso que saiba quais são os serviços oferecidos pelas empresas de assistência.

Entenda que, normalmente, existem alguns procedimentos que são comumente oferecidos, como limpeza, tratamento de gengiva, restauração, canal e extração. Porém, isso pode ser diferente dependendo do contrato, por isso é importante conferir os serviços oferecidos pelo plano.

2. Carência

Os planos odontológicos também possuem carência, isto é, um espaço de tempo em que é preciso aguardar até começar a usar o serviço. Geralmente, os serviços mais simples costumam ser liberados em até um dia.

Contudo, alguns planos podem ter prazos de até 6 meses para que o contratante possa utilizar determinados procedimentos mais trabalhosos ou, até, alguns exames. Fique atento a esse item na hora de escolher o seu plano e sempre procure aqueles quem possuem pouco tempo de carência.

3. Registro da operadora

Esse é um item essencial a ser checado e até é recomendado que seja um dos primeiros a ser levado em conta na hora de escolher a assistência odontológica. A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) tem uma área em seu site específica com as empresas registradas.

Vale muito a pena dar uma checada para saber se a assistência do seu interesse está ou não registrada, pois ela não pode funcionar legalmente sem esse registro. Também, é possível checar pelo Disque-ANS no número 0800 701 9656.

4. Pesquisa do histórico

Outro tópico imprescindível a se verificar, afinal, você não quer ser surpreendido por um mal atendimento ou falta de profissionais. A boa notícia é que, além do registro, o site da ANS também disponibiliza os dados de qualidade da empresa.

Procure pesquisar a assistência de seu interesse e checar como ela está perante seus clientes. No site, por exemplo, é possível verificar o índice de reclamações. O Procon de SP também oferece o seu próprio índice de operadoras mais reclamadas.

5. Forma de pagamento

O interessante é avaliar as condições oferecidas para o pagamento, por exemplo, alguns planos podem ter um valor fixo, independente se você usar ou não determinado serviço — o preço da mensalidade não muda.

Entretanto, você pode encontrar outras assistências que tendem a cobrar por alguns serviços separadamente, mas possuem uma mensalidade menor. Por isso, é interessante checar com a operadora como isso funciona e se há serviços cobrados separadamente.

Com essas informações, você está mais do que preparado para encontrar a assistência odontológica perfeita. E que tal entrar em contato e dar uma olhada nos serviços oferecidos pela Sorriden? Temos os melhores tratamentos preventivos e acompanhamento especializado! Até a próxima.

Blog Sorriden: dicas de saúde bucal


17 de setembro de 2021 | Saúde Bucal

Não sabe como melhorar o hálito? Confira 4 melhores formas!

Você sabe como melhorar o hálito? Ter mau hálito é uma situação desagradável que pode ser muito constrangedora […]


26 de agosto de 2021 | Saúde Bucal

O aparelho ortodôntico para crianças vale a pena? Descubra!

Um assunto muito comum e que gera dúvidas em mães e pais é o aparelho ortodôntico para crianças. […]


12 de agosto de 2021 | Saúde Bucal

Confira 5 dicas para perder a vergonha de ir ao dentista!

Por diversos motivos, as pessoas precisam realizar consultas odontológicas, no entanto alguns obstáculos impedem ou reduzem as chances […]

Acesse o Blog

Realize sua pesquisa