São Paulo - Capital
(11) 3181-9060
Demais Localidades 0800 444 0800

5 mitos sobre a saúde bucal infantil que precisam ser explicados!

Mantenha sua saúde e sorriso em dia de maneira ainda mais simples e prática.

Header

A saúde bucal infantil é um tema que pode gerar dúvidas não só nos pais de primeira viagem, como também nos mais experientes. Afinal, o que deve ou não ser feito para garantir que a boca dos bebês e crianças permaneça saudável? Esses cuidados devem ser iniciados apenas após o aparecimento do primeiro dente de leite?

Foi pensando em trazer as respostas para essas e outras perguntas que explicamos, neste post, os principais mitos sobre a saúde bucal infantil, de modo a garantir sempre o bem-estar dos pequenos. Vamos conferir?

1. A higiene bucal deve começar apenas após o primeiro dente

Esse é certamente um dos mais recorrentes equívocos que precisam ser desmistificados. A verdade é que os cuidados devem começar já nos recém-nascidos. O mais certo a ser feito é começar a higienização da boca do pequeno mesmo que ele ainda não apresente nenhum dente.

Dessa forma, ele já se acostumará com o processo desde cedo e ficará menos resistente à escovação. Enquanto não nascem os primeiros dentinhos, essa higienização deve ser feita de forma delicada, massageando as gengivas com uma gaze limpa e umedecida em água filtrada.

2. Bebês não têm cáries

Mito! Desde o surgimento do primeiro dente de leite, os bebês estão sujeitos ao desenvolvimento de cáries. Na verdade, de acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), a cárie é a doença infecciosa mais comum na fase da infância.

Por isso, é fundamental levar os pequenos ao odontopediatra o quanto antes, para receber todas as orientações relacionadas aos cuidados básicos necessários. Lembre-se de que as consultas frequentes, junto à higienização bucal, são as melhores maneiras de prevenir as cáries.

3. Não é necessário higienizar a boca do bebê após a amamentação

O leite materno é o melhor e mais completo alimento para os bebês. No entanto, em sua composição, junto aos nutrientes essenciais, há açúcares que podem, sim, causar o desenvolvimento de cáries.

Sendo assim, o recomendado é fazer a higienização da boca do bebê após cada mamada. Se o aleitamento se prolongar até o surgimento dos dentes, redobre os cuidados com a limpeza bucal. Isso também deve ser feito caso o pequeno se alimente com fórmulas, pois elas também contêm açúcar — justamente por isso é tão comum entre os dentistas o termo “cárie de mamadeira“.

4. Nenhum bebê nasce com dentes

Embora isso possa soar estranho para alguns, os bebês podem, sim, já nascer com um ou mais dentes — chamados de dentes natais. É também possível que a dentição comece quando o pequeno ainda completa seu primeiro mês.

No geral, não é preciso se preocupar, já que a condição não traz grandes problemas ao recém-nascido. Em alguns casos, no entanto, é necessário extrair os dentes quando a raiz está incompleta e há alta mobilidade. Justamente por isso é fundamental, como já indicamos, consultar um odontopediatra desde cedo para avaliação.

5. Escovas dentais não devem ser usadas em bebês

Esse é outro equívoco bastante comum entre os pais: pensar que a escova de dentes não pode ser usada em bebês, apenas a dedeira de silicone. Na verdade, existem diversos modelos disponíveis no mercado, cada um direcionado para as diferentes fases dentárias da criança.

Viu só como existem vários mitos sobre a saúde bucal infantil? Esperamos que, com este post, você tenha solucionado as suas dúvidas sobre o tema! O mais importante, como foi possível perceber, é iniciar os cuidados com a higienização o quanto antes, além de buscar ajuda profissional para receber as orientações adequadas.

Gostou das dicas que trouxemos no post? Então, siga a nossa página no Facebook e continue sempre por dentro de mais conteúdos como este!