Faça seu cartão de crédito Sorriden!

Primeira fase da digestão, o processo mastigatório é uma das funções mais essenciais do sistema estomatognático, formado por estruturas bucais com participação intensa da mandíbula. No entanto, é preciso ter uma mastigação correta para conseguir triturar os alimentos e digeri-los de forma adequada. Pensando nisso, o post a seguir explica por que mastigar corretamente é indispensável para a saúde bucal.

Além disso, o artigo detalha quais são os sinais de uma mastigação inadequada — lentidão ao mastigar, dificuldade de respirar, engasgos frequentes, problemas gastrointestinais etc. — e o que essa disfunção pode gerar no organismo. Por fim, o texto mostra como mastigar de forma saudável e o que fazer ao sentir incômodos durante o ato.

Ficou curioso com o tema? Comece a leitura agora e tire as suas dúvidas sobre o assunto!

Por que mastigar corretamente?

O ato de mastigar consegue, pela digestão mecânica, cortar o alimento, misturando o bolo alimentar à salivação. Porém, quando há alguma disfunção nesse processo, a comida não é triturada corretamente, implicando diversos problemas. A mastigação unilateral, por exemplo, tende a sobrecarregar a dentição, o osso e o tecido bucal, além de causar, em geral, dores esqueléticas e perda dental.

Já a restrição alimentar, que pode ser um indicativo de problema mastigatório, devido à dificuldade de mastigar alimentos mais duros e fibrosos, como a carne, dificulta a nutrição e pode levar a problemas sérios no organismo.

Por isso, é importante realizar uma mastigação correta, que ajuda a manter o funcionamento do sistema digestivo, melhora a saúde da dentição e desenvolve a estrutura óssea e muscular do rosto de maneira harmônica. Porém, quais são os sinais de comprometimento mastigatório?

Que sinais podem demonstrar que a mastigação está inadequada?

A mastigação funciona com movimentos tridimensionais, com os quais a mandíbula faz, inicialmente, a abertura e o fechamento vertical da boca e, depois, o trabalho mandibular ocorre de forma rotatória, concluindo a trituração dos alimentos.

Mas, como essa ação é natural, você pode desenvolver uma disfunção mastigatória e não perceber que está mastigando de forma incorreta. Por isso, é importante ficar atento a estes sinais:

  • lentidão para realizar a mastigação dos alimentos;
  • engasgos frequentes ao se alimentar;
  • dificuldade de respirar à noite e na hora das refeições;
  • problemas gastrointestinais (azia, gastrite, refluxo etc.);
  • dor em um ou nos dois lados da cabeça;
  • perceber sons estranhos ao mastigar.

Ao sentir algum desses sintomas, você deve procurar ajuda profissional para um diagnóstico preciso e, se for o caso, um tratamento adequado para o seu problema mastigatório. Negligenciando o procedimento odontológico, o paciente pode desenvolver um quadro mais complexo, colocando não apenas a mastigação, mas também outras funções bucais em risco.

O que pode ocorrer se houver problema na hora de mastigar?

Até aqui, você entendeu quais são as principais funções da mastigação e por que ter cuidado ao mastigar os alimentos. Mas o que pode acontecer caso haja problemas na hora de triturar a comida? Para responder à questão, pode-se listar alguns incômodos, como impactos digestivos, assimetria facial, dentes tortos, ganho de massa corpórea e cáries.

1. Impactos na digestão

A mastigação está intensamente associada à digestão e à absorção de nutrientes pelo organismo. Por isso, ao sofrer com uma mastigação inadequada e sentir um mal-estar enquanto mastiga, o paciente deixa de fazer a correta trituração dos alimentos, o que sobrecarrega o sistema digestivo, além de diminuir o valor nutritivo da comida absorvida pelo corpo humano.

2. Aumento de peso

Problemas mastigatórios podem contribuir para o ganho de peso, uma vez que os mecanismos do sistema nervoso central e do sistema sensório motor são afetados pela má oclusão, que é o encaixe entre a mandíbula e o maxilar. Com isso, o paciente tende a ingerir mais alimento, ainda que não consiga mastigar comidas mais duras, devido a incômodos na cavidade bucal.

3. Assimetria facial

A assimetria facial é algo comum na sociedade, provocando pequenas diferenças entre os dois lados da face. Mas, em um quadro de disfunção mastigatória, o paciente tende a desenvolver complicações, que modificam a aparência do rosto. No caso da mastigação unilateral, por exemplo, a sobrecarga em uma região da boca afeta os músculos e os ossos da face, causando modificação odontológica estética e funcional.

4. Entortamento dos dentes

Outro problema acarretado por uma má oclusão é o entortamento dentário. O motivo é que a mastigação unilateral exerce maior pressão sobre um lado da dentição, impactando no desenvolvimento dos dentes e levando a complicações ortodônticas.

5. Aparecimento de cáries

Por fim, disfunções na mastigação podem prejudicar a higienização da boca, o que aumenta a quantidade de restos de alimento entre os dentes e provoca a proliferação de bactérias na cavidade bucal. Com o excesso de micro-organismos, a dentição pode sofrer o desgaste provocado pelas cáries e, caso não haja tratamento e os devidos cuidados de limpeza, o problema pode comprometer toda a saúde bucal.

Qual é forma correta de mastigar e por que prestar atenção enquanto come?

Para uma boa mastigação, não coma com pressa, pois mastigar rapidamente impede uma trituração adequada dos alimentos e pode, ainda, sobrecarregar a musculatura do rosto.

Da mesma forma, é recomendado alternar os lados (mastigação bilateral) e utilizar mais os dentes do fundo, principalmente para componentes sólidos. Você deve, também, colocar porções menores de comida na boca, facilitando a trituração e a salivação alimentar. Mas se lembre de prestar atenção enquanto come e, em casos de incômodos no local, busque, rapidamente, a emergência e urgência odontológica.

Neste post, você entendeu por que praticar uma mastigação correta, hábito que pode passar despercebido no dia a dia. Para ter certeza sobre o funcionamento mastigatório, a dica é escolher um bom dentista, uma vez que profissional faz o exame clínico e pode detectar problemas nos dentes, nos ossos e nos músculos faciais, indispensáveis para mastigar alimentos de maneira adequada.

O texto de hoje foi realmente útil para você, não é? Agora, ajude os seus amigos a entender a melhor forma de mastigar alimentos e quais são os problemas relacionados a disfunções na mastigação. Compartilhe já este artigo com os seus amigos nas redes sociais!

Blog Sorriden: dicas de saúde bucal


17 de setembro de 2021 | Saúde Bucal

Não sabe como melhorar o hálito? Confira 4 melhores formas!

Você sabe como melhorar o hálito? Ter mau hálito é uma situação desagradável que pode ser muito constrangedora […]


26 de agosto de 2021 | Saúde Bucal

O aparelho ortodôntico para crianças vale a pena? Descubra!

Um assunto muito comum e que gera dúvidas em mães e pais é o aparelho ortodôntico para crianças. […]


12 de agosto de 2021 | Saúde Bucal

Confira 5 dicas para perder a vergonha de ir ao dentista!

Por diversos motivos, as pessoas precisam realizar consultas odontológicas, no entanto alguns obstáculos impedem ou reduzem as chances […]

Acesse o Blog

Realize sua pesquisa