São Paulo - Capital
(11) 3181-9060
Demais Localidades 0800 444 0800

Você sabe o que é afta? Esclareça as principais dúvidas sobre o tema!

Mantenha sua saúde e sorriso em dia de maneira ainda mais simples e prática.

Header

Entre os cuidados essenciais de higiene bucal está o acompanhamento de qualquer tipo de alteração que pode surgir na boca, língua ou lábios, tais como feridas, manchas e inchaços. A afta é um desses problemas e pode causar muita dor e até mesmo prejudicar a fala ou a mastigação. Mas, afinal, você sabe o que é afta?

Se ficou interessado no assunto e quer descobrir tudo sobre essa lesão, neste post especial daremos informações importantes e esclarecedoras. Continue a leitura para saber mais!

O que é afta?

As aftas são pequenas lesões ovaladas ou arredondadas, cobertas por uma membrana amarelada e cercadas por uma mancha avermelhada. Em geral, elas se desenvolvem a partir de pequenas feridas já existentes em uma tentativa de sarar o local, mas acabam causando uma reação inflamatória. É dessa inflamação que vem a dor e o inchaço.

Também chamadas de estomatites aftosas, as aftas podem ser divididas em dois tipos:

  • afta minor (estomatite aftosa menor) — é o tipo mais comum, respondendo por quase 90% dos casos. As lesões são pequenas e duram até uma semana sem deixar cicatrizes;

  • afta major (estomatite aftosa maior) — esta forma mais grave de afta provoca lesões de mais de um centímetro de diâmetro. Os ferimentos são extremamente dolorosos e podem demorar até 2 meses para cicatrizar.

As áreas mais comuns para o surgimento das aftas são a área interna das bochechas e a língua, tanto na porção superior quanto inferior. Elas podem aparecer também no canto dos lábios. Outra característica importante é que as aftas não são contagiosas.

Quais são os principais sinais e sintomas?

É fácil detectar o surgimento de uma afta, pois, mesmo pequena, essa lesão provoca muita dor e queimação no local. Se elas aparecem em maior número, podem até mesmo atrapalhar a ingestão de líquidos e alimentos, em especial os de maior acidez. Coceira e vermelhidão também são sinais comuns.

Aftas não são uma ameaça à saúde se ocorrerem em situações ocasionais. Vale ficar mais atento caso elas tenham se tornado mais frequentes, se apresentam um tamanho maior ou demoram mais de 3 semanas para cicatrizar. 

Se além desses sintomas houver febre, perda de apetite e cansaço, o ideal é procurar um estomatologista e um cirurgião-dentista para o diagnóstico correto.

O que pode causar as aftas?

São muitas as causas para o aparecimento das aftas. Alguns fatores, isolados ou em conjunto, podem determinar uma maior ou menor ocorrência de lesões. Você sabia, por exemplo, que elas são mais comuns em mulheres? Vamos conhecer algumas das causas.

Baixa imunidade

O sistema imunológico tem a missão de proteger nosso organismo dos ataques de vírus, bactérias e outros agentes que podem colocar nossa saúde em risco. Por isso, quando a imunidade está baixa, são maiores as chances do surgimento das aftas, especialmente em pacientes com câncer, diabéticos não tratados sem controle da doença, mulheres com infecções vaginais ou indivíduos sob estresse físico e emocional.

Má alimentação

Uma dieta alimentar pobre em nutrientes como ferro, zinco, vitamina C, vitaminas do complexo B (B9, B6 e B12) e ácido fólico pode desencadear o aparecimento de aftas. Além disso, o consumo excessivo de alimentos que prejudicam a saúde bucal, como os refrigerantes ou os alimentos cítricos e condimentados, também podem levar ao surgimento das lesões.

Distúrbios gastrintestinais

A saúde bucal pode sofrer com os problemas do trato digestivo e levar ao aparecimento de aftas em pacientes com gastrite, úlcera, doença de Crohn, doença celíaca e síndrome de Behçet.

Genética

A genética também pode contribuir para o surgimento das aftas. Em uma família cujos pais apresentam uma maior ocorrência de aftas, é provável que os descendentes também desenvolvam essa característica.

Tabagismo 

O consumo de cigarros favorece o aparecimento de lesões na língua e na boca. Até as pessoas que param de fumar costumam sofrer com as aftas devido ao chamado “estresse da abstinência”.

Alterações hormonais

As oscilações hormonais que ocorrem especialmente entre as mulheres, como na gravidez, puberdade, menopausa e durante o ciclo menstrual, também propiciam o surgimento das aftas.

Medicamentos

Alguns remédios têm efeitos adversos que podem permitir a ocorrência de aftas, como os anti-inflamatórios, antiácidos e corticoides.

Traumas

As aftas traumáticas são causadas por traumas na mucosa bucal ocasionadas, por exemplo, por causa de uma má adaptação de prótese dentária, escovação excessiva ou o atrito do aparelho ortodôntico.Nesse caso, o ajuste correto da peça, a escovação adequada e o uso de cera nos bráquetes podem resolver o problema. Outros fatores que podem desencadear aftas por traumas são as mordidas acidentais.

Qual o tratamento e como evitar?

Infelizmente, não existe remédio ou tratamento específico para eliminar as aftas. Em alguns casos, o dentista pode recomendar o uso de pomadas analgésicas ou bochechos com enxaguante bucal antisséptico para diminuir o desconforto. Veja nossas dicas para manter a afta bem longe de você!

Mantenha o sistema imunológico em dia

Fique de olho em sua saúde e realize exames periódicos para garantir a saúde bucal. Não deixe de descansar! Uma boa noite de sono é um grande reforço para o sistema imunológico.

Invista em uma alimentação saudável

Priorize o consumo de alimentos naturais dentro de uma dieta balanceada de acordo com suas necessidades nutricionais. E não deixe de ingerir fontes de ferro e vitaminas do complexo B. Os nutrientes desses alimentos — especialmente os vegetais de cor verde escura — são essenciais para proteger a mucosa interna da boca.

Iogurtes que sejam fontes de lactobacilos vivos também são recomendados. E evite o consumo excessivo de limão, abacaxi, kiwi e até mesmo o tomate, pois esses alimentos podem desencadear a afta.

Mantenha uma boa higiene bucal

As aftas não estão relacionadas à falta de limpeza, mas a falta de cuidado com a saúde bucal pode levar a um dente com cárie e desencadear outros problemas que levam ao surgimento das lesões. Para evitar, realize a higiene oral de forma correta e mantenha visitas regulares ao seu dentista.

Procure um médico

Os pacientes com problemas gástricos precisam procurar um especialista para impedir a reincidência das lesões. A mesma dica vale para os pacientes com câncer, diabéticos e com vírus HIV.

Seguindo esses cuidados básicos você pode evitar os incômodos provocados pelas aftas. Além disso, fique sempre atento à qualquer alteração percebida durante a higiene bucal. Quanto antes for detectado o problema, mais fácil será resolvê-lo.

Gostou deste post especial sobre o que é afta, as principais causas e como evitá-la? Que tal não perder mais as nossas novidades? Siga a gente nas redes sociais! Estamos no Facebook e no Instagram. Até lá!