Faça seu cartão de crédito Sorriden!

O tratamento com aparelhos ortodônticos é feito para corrigir o posicionamento dos dentes e ossos maxilares. Como resultado, os pacientes adquirem um sorriso bonito e alinhado — o que impacta diretamente em sua autoestima e, em alguns casos, até mesmo melhora a mastigação e a respiração.

O melhor de tudo é que, ao contrário de antigamente, existem hoje diversos tipos de aparelho ortodôntico, com tamanhos e cores diferentes. Cada um deles é recomendado para casos específicos, de acordo com as necessidades do paciente. Para saber mais sobre o assunto e conhecer os principais modelos de aparelho, continue a leitura do post! 

Fixo

Esse é certamente o tipo de aparelho ortodôntico mais conhecido. Seu objetivo é fazer com que os dentes sejam puxados gradualmente em direção à posição correta e alinhada. Para isso, sua estrutura é composta por bandas, fios e braquetes (que podem ser de metal, plástico ou porcelana, além de coloridos ou transparentes). 

As bandas são fixadas em volta dos dentes e funcionam como ligação para o aparelho. Já os braquetes ficam na parte externa. Os fios, por fim, são incluídos para ligar bandas e braquetes, tracionando a dentição e fazendo a movimentação desejada.

Embora exija adaptação por parte do paciente, que precisará ir a consultas periódicas para apertar o aparelho — o que pode causar certa sensibilidade —, é preciso ressaltar que os modelos fixos são muito mais anatômicos e confortáveis para a boca. Para melhores resultados, os profissionais recomendam a sua utilização por um período aproximado de dois anos. 

Além disso, como não pode ser retirado até o final do tratamento, o aparelho fixo requer um cuidado redobrado do paciente no que diz respeito à sua limpeza e higienização. É fundamental manter a escovação frequente e utilizar escovas interdentais, que apresentam a mesma função que o fio dental. 

Fixo estético 

O aparelho fixo estético apresenta a mesma função que o modelo anterior. Contudo, é composto por materiais transparentes, feitos de policarbonato, cerâmica ou safira. Dessa forma, o modelo é mais discreto e praticamente imperceptível para as outras pessoas, o que torna a sua procura crescente, sobretudo entre os adultos. 

Outra vantagem é que esses aparelhos ortodônticos ainda são de ótima qualidade, já que não sofrem desgaste com o tempo. Ainda assim, vale reforçar que eles requerem exatamente os mesmos cuidados com a limpeza que um modelo não transparente, pois também só são retirados com o final do tratamento. 

Lingual

Aconselhado para casos mais rápidos, o aparelho lingual (também conhecido como aparelho invisível) é uma alternativa extremamente discreta de tratamento ortodôntico. Nesse modelo, ao contrário da técnica tradicional, os braquetes são fixados por detrás dos dentes e ficam em contato com a lingua, tal como o nome indica.

Segundo os dentistas especialistas, ele garante resultados igualmente satisfatórios. Pode haver um pouco de dor nos primeiros dias, que costuma sumir com o fim do período de adaptação. Trata-se de uma boa opção para quem precisa manter a aparência e/ou pratica esportes, já que reduz significativamente as chances de cortes e lesões na boca causadas por pancadas. Além disso, não é indicado para crianças. 

Alinhadores

Essa é mais uma opção para aqueles que querem obter os resultados de um tratamento dentário sem comprometer a estética. Os alinhadores são praticamente invisíveis e feitos sobre medida, similares às placas de clareamento. Além disso, são removíveis e produzidos por meio de softwares que permitem visualizar o quadro completo do paciente, com planejamentos e resultados desejados. 

Outra vantagem dos alinhadores é que eles também são ideais para as pessoas que apresentam alguma rejeição relacionada ao metal, evitando a ocorrência de inflamações excessivas na gengiva. Os custos, no entanto, são definitivamente mais elevados. 

Móvel

Com apenas um fio em sua formação, o aparelho móvel tem como função manter os dentes na posição correta. Por esse motivo, é bastante indicado após a retirada do modelo fixo para conter um desalinhamento dentário. Ele é também muito eficaz para crianças (com ou sem dentição definitiva) e adolescentes, a fim de obter alterações ósseas.

Mesmo que seja móvel, é imprescindível fazer o uso regular ao longo do tempo recomendado pelo dentista. O contrário pode prejudicar todo o curso do tratamento e aumentando a sua duração. Além disso, é preciso tomar bastante cuidado com a sua manipulação e armazenagem, pois, em termos de durabilidade, ele está mais sujeito a quebrar. 

Aparelho de contenção

Após a retirada do aparelho fixo, é recomendado o uso das contenções, que servem para estabilizar a dentição e manter os resultados do tratamento. Isso porque o organismo precisa de certo tempo para se adaptar e garantir que os dentes não voltarão à posição original. 

Para as arcadas superiores, o modelo indicado é o de aparelho móvel, como já mencionamos acima. Para as arcadas inferiores, as contenções são geralmente afixadas na parte interna. 

Expansor palatino

O expansor palatino é um tipo de aparelho ortodôntico menos conhecido, sendo indicado para jovens que apresentam mordida cruzada — ou seja, quando a região posterior do arco superior é estreita em relação ao inferior. Por conta do estreitamento dessa área da cavidade bucal, é comum que esses pacientes tenham dificuldades também na mastigação e respiração. 

Com o formato de uma placa de plástico posicionada no céu da boca, o expansor palatino força a abertura do arco da mandíbula superior. Dessa forma, promove um ganho transversal no palato e de espaço para os dentes anteriores, consertando e reposicionando também aqueles dentes que se encontravam tortos.

Para que o mesmo efeito seja obtido em adultos, na maioria das vezes uma intervenção cirúrgica é necessária. Por isso é importante fazer consultas periódicas com o dentista, pois quanto mais cedo o problema for identificado e tratado, melhor. 

Viu só como existem diversos tipos de aparelho ortodôntico? Para saber se há a necessidade de tratamento dentário e entender qual deles é o mais apropriado para o seu caso, é fundamental consultar-se periodicamente com um dentista especializado

Gostou do assunto que trouxemos no post? Então, aproveite a sua visita no blog para saber também como cuidar do seu aparelho ortodôntico!

Blog Sorriden: dicas de saúde bucal


17 de setembro de 2021 | Saúde Bucal

Não sabe como melhorar o hálito? Confira 4 melhores formas!

Você sabe como melhorar o hálito? Ter mau hálito é uma situação desagradável que pode ser muito constrangedora […]


26 de agosto de 2021 | Saúde Bucal

O aparelho ortodôntico para crianças vale a pena? Descubra!

Um assunto muito comum e que gera dúvidas em mães e pais é o aparelho ortodôntico para crianças. […]


12 de agosto de 2021 | Saúde Bucal

Confira 5 dicas para perder a vergonha de ir ao dentista!

Por diversos motivos, as pessoas precisam realizar consultas odontológicas, no entanto alguns obstáculos impedem ou reduzem as chances […]

Acesse o Blog

Realize sua pesquisa