Algumas pessoas, seja por motivos patológicos, seja por razões fisiológicas, apresentam dentes separados, o que é conhecido como diastema. Na maioria dos casos, esse incômodo não significa nenhum tipo de problema de saúde, mas muitos consideram essa característica ruim do ponto de vista estético, principalmente quando o espaçamento é excessivo.

A boa notícia é que existem tratamentos para reduzir e corrigir o diastema, o que melhora a autoestima e a estética. Após a consulta com um dentista, ele pode recomendar a aplicação de resinas, o uso de aparelhos ou até próteses, por exemplo.

Ficou interessado e quer conhecer as causas e os tratamentos dos dentes separados? Então, continue a leitura!

Quais são as causas dos dentes separados?

Durante a infância, é comum que as crianças tenham os dentes separados, já que os permanentes são maiores e necessitam de espaço para o desenvolvimento. Quando ocorre a troca dos dentes, os espaços extras tendem a se fechar. Contudo, alguns hábitos e fatores biológicos comprometem essa movimentação.

O diastema pode ocorrer em qualquer parte da boca, apesar de ser mais visível e comum nos dentes da frente. Confira, a seguir, as principais causas do problema.

Falta de um ou mais dentes

Quando existe a falta de um ou mais dentes, é comum que haja um espaço onde eles deveriam estar. Isso ocorre tanto por causas naturais quanto pela perda acidental de um dente. Mesmo que o organismo tente corrigir essa ausência, pode causar um desarranjo, provocando um espaço na arcada dentária, o que gera um impacto negativo no sorriso.

Uso de chupetas

Também há a possibilidade de as crianças terem dentes separados, principalmente aquelas com o hábito de usar chupetas, tomar mamadeiras ou chupar o dedo. O motivo é que a mão e esses objetos pressionam e prejudicam o crescimento correto da dentição.

Respiração bucal

Algumas pessoas costumam respirar pela boca, principalmente durante o sono. Esse fato também pode influenciar os dentes.

Com uma pressão menor dos lábios sobre os dentes, a arcada dentária se torna ainda mais vulnerável a alterações, causando a separação da dentição.

Pressão sobre os dentes

Assim como no caso da mamadeira e da chupeta, a língua também pode prejudicar a disposição normal dos dentes. Nesse caso, acontece uma alteração nos músculos da boca, fazendo com que a maxila fique maior, com o objetivo de igualar a pressão exercida pela língua.

Como a arcada fica maior e os dentes não mudam de tamanho, ocorre o diastema.

Outros fatores

Outras causas comuns dos dentes separados são alguma disfunção no freio labial ou a queda dos dentes de leite antes do momento certo. A condição também pode ser causada por Síndrome de Down, doença de Paget ou descontrole de algum hormônio de crescimento durante a fase adulta.

Qual é a importância de corrigir a situação?

Na maioria dos casos, o diastema proporciona mais incômodo estético que problemas de saúde. No entanto, para alguns pacientes, a separação dos dentes causa distúrbios fonéticos, como a dificuldade de entonação e a produção de sons indesejáveis.

Quem sofre com os dentes separados no fundo da boca, responsáveis pela mastigação, pode ter problemas com a saúde bucal. Isso acontece porque restos alimentares se acumulam nesses espaços, o que causa inflamações na gengiva. Nessas situações, é importante ter bastante cuidado com o uso do fio dental e com a escovação.

Assim, é fundamental corrigir a condição em situações de riscos para a saúde. Caso contrário, os dentes separados podem prejudicar ainda mais a estética, causando problemas, como falta de autoestima.

Quais são os principais tipos de tratamento para dentes separados?

Se você sofre com os dentes separados, saiba que existem muitas opções de tratamento. Para isso, o recomendado é consultar um especialista para que ele verifique a sua saúde bucal e qual é o procedimento mais indicado para a sua situação. Confira, a seguir, algumas alternativas disponíveis!

Aparelho ortodôntico

O aparelho ortodôntico é a melhor escolha quando é preciso realinhar os dentes ou realizar uma movimentação. Apesar de ser um tratamento de longo prazo, ele traz bons resultados. Quem se incomoda com a aparência que o uso do aparelho pode causar deve saber que já existem opções transparentes, sendo uma ótima alternativa.

Prótese fixa

Ao contrário do aparelho fixo, a prótese fixa é ideal para pessoas que apresentam um espaço extra na arcada dentária. O tratamento consiste na colocação de facetas ou lentes de contato dental que conseguem corrigir o problema e recuperar o funcionamento da boca.

Restauração com porcelana ou resina

Quando a separação entre os dentes não é muito extensa, o dentista pode indicar a restauração com porcelana ou resina. Essa correção pode ser feita rapidamente, de acordo com a opção escolhida.

Cirurgia

A cirurgia é indicada quando a causa do diastema é o tamanho anormal do freio do lábio. Esse procedimento é realizado por um dentista especialista na área e tem a intenção de reposicionar esse freio.

De modo geral, o tratamento já é suficiente para corrigir a separação dos dentes em crianças. Após a cirurgia, o espaço tende a se fechar sozinho. Adultos e adolescentes, porém, devem usar aparelho fixo após esse tratamento.

Tratamento com fonoaudiólogo

Caso a separação entre os dentes esteja ligada à postura da língua, é possível tratar a condição com um fonoaudiólogo, que indicará exercícios para normalizar a atividade desse músculo. Por conta da complexidade de tratamentos e causas, é essencial ter a ajuda de um especialista para saber qual medida tomar para resolver esse problema na dentição.

Agora que você já sabe quais são as causas e como tratar os dentes separados, perceba que é importante ficar atento à situação para evitar problemas de saúde. Por isso, não deixe de consultar um dentista especializado para que ele indique o tratamento ideal para o seu caso.

Gostou do nosso post e quer complementar a sua leitura? Então, saiba qual é o melhor momento para colocar aparelho ortodôntico!

Blog Sorriden: dicas de saúde bucal


17 de setembro de 2021 | Saúde Bucal

Não sabe como melhorar o hálito? Confira 4 melhores formas!

Você sabe como melhorar o hálito? Ter mau hálito é uma situação desagradável que pode ser muito constrangedora […]


26 de agosto de 2021 | Saúde Bucal

O aparelho ortodôntico para crianças vale a pena? Descubra!

Um assunto muito comum e que gera dúvidas em mães e pais é o aparelho ortodôntico para crianças. […]


12 de agosto de 2021 | Saúde Bucal

Confira 5 dicas para perder a vergonha de ir ao dentista!

Por diversos motivos, as pessoas precisam realizar consultas odontológicas, no entanto alguns obstáculos impedem ou reduzem as chances […]

Acesse o Blog

Realize sua pesquisa