São Paulo - Capital
(11) 3181-9060
Demais Localidades 0800 444 0800

Dente quebrado: entenda aqui o que é possível fazer

Mantenha sua saúde e sorriso em dia de maneira ainda mais simples e prática.

Header

Possivelmente você já deve imaginar que ter um dente quebrado prejudica a estética do sorriso, afeta a saúde bucal e diminui a qualidade de vida de uma pessoa, certo? Podendo ser causada por vários motivos, uma fratura de um dente necessita de cuidados especiais realizados por um dentista, por isso, é importante ficar atento, por menor que ela seja.

Com base no assunto, vamos apresentar aqui quais são os principais motivos que podem levar um dente a se quebrar, quais são os tipos mais comuns de fraturas e como tratar o problema. Tem interesse e quer manter o seu sorriso e de sua família sempre saudável e bonito? Então leia este post e aproveite as nossas dicas!

Afinal, o que provoca a quebra de um dente?

Além de quedas no dia a dia e colisões durante a prática de atividades físicas, por exemplo, existem outros fatores que estão associados à quebra de um dente. São eles:

  • mau posicionamento dentário, que provoca incômodos e uma mastigação incorreta, gerando o desgaste de alguns dentes, enfraquecimento e possíveis fraturas;

  • bruxismo, caracterizado por ser um problema no qual a pessoa tem o hábito de ranger involuntariamente os dentes durante a noite, provocando dores musculares, desgastes nos dentes e fraturas;

  • restaurações antigas, que tornam os dentes mais vulneráveis a quebras, trincas, rachaduras e reabsorção dentária;

  • cárie, que enfraquece gradativamente os dentes quando não tratada e provoca uma inflamação da polpa dentária, deixando a região mais sensível e suscetível a quebras com qualquer impacto, como morder uma fruta ou mastigar um alimento um pouco mais resistente.

Quais são os principais tipos de fratura?

Em geral, qualquer lesão que acontece na região dentária é chamada trauma dentário. No entanto, existem vários tipos de fraturas. Veja, a seguir, quais são as principais!

Fratura no esmalte dentário

Considerada a mais simples de todas, essa é a fratura que afeta somente o esmalte do dente. Aqui, uma restauração rápida e simples é suficiente para devolver a forma do dente e manter o sorriso bonito e harmônico.

Fratura no esmalte e na dentina

Nesse caso, a fratura também afeta a camada abaixo do esmalte: a dentina. É comum sentir sensibilidade na região, mas o procedimento para recuperar o sorriso ainda é simples. Restaurações feitas com resina ou porcelana, tanto para os dentes anteriores quanto para os posteriores, são opções indicadas por profissionais.

Concussão e subluxação

No primeiro caso, a trauma causado pela fratura afeta os dentes, mas ainda assim a mobilidade ou o posicionamento continuam intactos. Já a subluxação é um pouco mais grave, já que afeta também os tecidos de sustentação, mudando a posição do dente ou deixando-o mole.

Fraturas no nervo

Quando o nervo dentário é lesionado com uma fratura, ele fica exposto a bactérias e perde a vitalidade e a nutrição, processo chamado de exposição pulpar. Em situações como essa, o tratamento de canal deve ser utilizado para restaurar o dente.

Posterior a isso, é recomendada a colocação de um pino metálico ou um fabricado em fibra de vidro a fim de garantir mais resistência durante a mastigação e eliminar os desconfortos do paciente.

Fraturas na raiz

Ao atingir a raiz do dente, um tratamento mais simples torna-se quase impossível. Em boa parte dos casos, torna-se necessário a extração do dente e depois a colocação de um implante ou uma prótese. Todavia, isso vai depender do tamanho da fratura e do local em que ela ocorreu.

Se foi uma lesão pequena na coroa, uma restauração ou a colagem do fragmento é o suficiente. Já se a fratura é média, torna-se necessário também um tratamento de canal. Mas caso o problema seja grande, um pino e uma coroa protética devem ser colocados.

Além disso, se a fratura acontece no topo da raiz, o tratamento com o canal resolve o problema e, se estiver no meio da raiz, deve ocorrer a extração do dente para colocar uma prótese ou um implante.

Como cuidar de um dente quebrado?

Ao notar a quebra de um dente, consulte o seu plano de saúde e procure uma clínica odontológica de qualidade com urgência. Somente um profissional é capaz de identificar o tipo de fratura, quais regiões bucais ela afetou e qual é o melhor método para tratar a situação.

Normalmente, existem também alguns cuidados básicos posteriores à quebra do dente. A seguir, confira alguns deles!

Guarde o pedacinho de dente

Se o dente quebrou e você conseguiu achar o pedacinho quebrado, lave-o com água corrente e sabão, mas sem esfregar demais. Feito isso, coloque-o em um copo ou pote de vidro com solução fisiológica e leve desse mesmo jeito para o dentista.

Em hipótese alguma, tente recolocar o pedaço do dente, pois isso pode provocar fraturas ainda maiores, além prejudicar a estética do sorriso e de causar incômodos intensos.

Limpe a região afetada

Especialmente se a região afetada estiver sofrendo com hemorragias, é fundamental limpar o excesso de sangue e de sujeira. Faça um bochecho com água e sal ou com enxaguante bucal para evitar a aparecimento de bactérias e vá, em seguida, para um dentista.

É importante mencionar que existem algumas atitudes que devem ser evitadas, mesmo no desespero. Algumas medidas que podem complicar ainda mais a situação são:

  • usar escova de dente para limpar a região interna da boca;

  • realizar a limpeza da parte do dente que caiu com algum objeto, toalha, água oxigenada e produtos de limpeza;

  • forçar a região afetada com um tecido;

  • adiar o dentista para os dias seguintes.

Como evitar possíveis fraturas dentárias?

Os acidentes e as quedas são inevitáveis, na maioria das situações, mas existem cuidados que podem impedir o agravamento da situação, como usar equipamentos de segurança ao praticar atividades físicas.

Além disso, consultar dentistas periodicamente assegura que a sua saúde bucal esteja em dia, detectando possíveis problemas, como o bruxismo e a mordida cruzada, e tratando-os antes que as consequências se agravem. Essa também é uma maneira de assegurar a nutrição dos dentes e de mantê-los sempre saudáveis e protegidos, livre de cáries e de inflamações.

Viu só como um dente quebrado pode ser consequência de vários fatores e como isso pode prejudicar a estética do seu sorriso, a sua saúde e a sua qualidade de vida? É válido mencionar que, em momentos como esses, é essencial ter plano odontológico para toda a família, assegurando bem-estar, serviços de qualidade e comodidade.

Se você gostou da publicação, compartilhe em suas redes sociais e mostre aos seus amigos como lidar em casos de quebra de dente!